lockquote Resenha: Invisível - David Levithan e Andrea Cremer ~ Diurnos - Os Leitores

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Resenha: Invisível - David Levithan e Andrea Cremer



Fala pessoal, beleza? Então, eu vim aqui hoje para fazer a resenha do livro Invisível do David Levithan e Andrea Cremer, confiram:

Sabe, quando você tem um livro favorito (ou aqui, no caso o melhor livro da vida) de um certo autor, e quando você lê um outro livro dele, você esperava que o livro fosse igual ao favorito, mas não é, e mesmo assim você gosta? Confuso, certo? Também achei, mas isso aconteceu comigo.

Vamos ao livro, primeiramente: os autores irão nos apresentar Stephen, um garoto invisível, sim, isto mesmo, invisível (eis o nome do livro), depois da morte da sua mãe ele vive sozinho em um apartamento, sem ser visto por ninguém, nem mesmo sua família, e passando por várias situações constrangedoras.

"Ele vê a vida como o garoto invisível, que observa tudo sem nunca ser percebido"

Até que um dia, uma nova moradora chega ao prédio, Elizabeth, e de uma maneira, até então inédita, ela é capaz de vê-lo. E assim desencadeia uma série de acontecimentos amorosos, mas também perigosos, pois ela poderá ter a chance de salvá-lo, mas para isso terá que sacrificar algumas coisas de sua vida.

"O garoto invisível se torna visível e suas emoções explodem em néon"
Bom, eu achei que o livro tomaria o mesmo rumo de Todo Dia, onde os personagens lutam para viver com a anormalidade do outro indivíduo, mas sem correr atrás de uma solução, porque aparentemente isso não existia, mas em Invisível, os autores saíram do YA e inseriram um pouco de fantasia na trama, com um mundo de rastreadores, conjuradores e maldições, e não era o rumo que eu estava esperando que a história iria tomar.

É percebível o que cada autor escreveu, mas as palavras em nenhum momento se perdem ou se contradizem, pelo contrário agem como "equipe", formando uma trama bem estruturada e trabalhada, a narração e a escrita dos autores é muito envolvente e um pouco apaixonante, confesso que não foi o melhor livro que li, mas está entre um dos bons.

Eu recomendo muito a leitura, principalmente para você, que busca algo para descontrair, como eu já disse, não espere algo mais para um YA, e sim algo mais fantástico, porém incrível e muito bom, a leitura é bem fluida, e dá para ler bem rápido,

Então foi isso pessoal, espero que tenham gostado da resenha e leiam este livro, deixe aí nos comentários suas opiniões, e até mais!


Jorge Henrique Ama o Universo dos livros, das séries de TV e da Matemática, seus autores preferidos são Cassandra Clare, J.K. Rowling, David Levithan, Verônica Roth, Cornélia Funk, e seu maior sonho é ter uma enorme biblioteca em seu quarto, mas por enquanto se contenta com o que tem. Facebook

←  Anterior Proxima  → Página inicial