lockquote Resenha: Joyland ~ Diurnos - Os Leitores

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Resenha: Joyland



Um pequeno conselho: não se aventure na roda-gigante em uma noite chuvosa.
Carolina do Norte, 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer.
Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado — e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria.
O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer — e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais.

É incrível como Stephen King está se tornando um dos meus autores favoritos, ele é muito bom no que faz, consegue segurar o leitor, e o envolver na escrita que não vi ninguém até hoje conseguindo fazer, e é divo até nas "Notas do Autor"

"Tais puristas estariam corretos, mas eles podem poupar cartas e e-mails. Pessoal, é por isso que se chama ficção" - Notas do Autor - Joyland

E neste livro vai nos contar a história de Dev, um jovem de 21 que vai trabalhar nas férias da faculdade em um parque de diversão, o Joyland, um parque incrível, mas, como descrito no livro, não tão incrível quanto o Disneylândia.

Há alguns anos atrás, aconteceu um horrível acidente no trem fantasma, uma garota foi assassinada, por um suposto cara, que pode ou não ser um serial killer, porém, as evidências e fotos tiradas do parque, não mostram o suficiente para incriminar, ou até mesmo suspeitar de alguém.

E como o gênero de mistério policial é um dos gêneros favoritos de King, o protagonista vai tentar desvendar este mistério, e claro com um toquinho de terror básico (fantasminhas), porque assim, não seria livro do saudoso Stephen King!

Eu, sinceramente, por ser novo em ler os livros do autor, nunca pensei que iria me emocionar lendo livros dele, mas o final de Joylando é impossível de ler sem se tocar com a história de Mike e sua mãe, é um livro sobre a amizade, o primeiro amor, e sobre como nos sentimos quando nos deparamos com algo, e imediatamente queremos mudar o mundo e salvar a todos.

O livro é SENSACIONAL, mesmo o S.K. não estando em toda sua maestria no terror, é um suspense/mistério muito bom, escrito por um autor melhor ainda. Toda a descrição de como é o parque, as gírias criadas pelo autor é incrível, e consegue prender o leitor desde o começo. Recomendo muito para quem quer começar a ler livros do King, mas se procura livros mais assustadores, esse não é para você.



Até mais pessoal!
Jorge Henrique

Jorge Henrique Ama o Universo dos livros, das séries de TV e da Matemática, seus autores preferidos são Cassandra Clare, J.K. Rowling, David Levithan, Verônica Roth, Cornélia Funk, e seu maior sonho é ter uma enorme biblioteca em seu quarto, mas por enquanto se contenta com o que tem. Facebook

←  Anterior Proxima  → Página inicial