lockquote Resenha: A Lenda do Vampiro de Amsterdã ~ Diurnos - Os Leitores

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Resenha: A Lenda do Vampiro de Amsterdã




Oi gente bonita! Tudo bem? Hoje trago para vocês a resenha do livro A Lenda do Vampiro de Amsterdã do autor Jeferson Salles, que recebemos da Chiado Editora, espero que gostem, então vamos nessa.


Sinopse: As lendas sobre vampiros sempre fizeram o imaginário das pessoas navegar por esse mundo a ponto de querer fazer mais. A possibilidade de ser imortal faz com que o interesse nos vampiros seja admirado, ao invés de temido. Seus poderes sobrenaturais encantam e provocam o fascínio, ou mesmo a vontade de ser igual. Por muitos anos, a Historiadora Ângela Marques pesquisou as lendas existentes sobre essas criaturas da noite, os seres que ela pensava não serem reais.Aos doze anos de idade Ângela sonhou, ou pensou que sonhou, com um vampiro que lhe contara a história de sua vida, e desde desse dia passou a estudar a vida desses seres. Durante anos, Ângela tentou reencontrar o vampiro com que sonhou.Agora, ela chega a Amsterdã para concluir sua pesquisa. Mas antes que ela pudesse sequer pensar em vampiros, Ângela é atacada por um. A noite começa quando Baltazar salva a moça e a conduz para um lugar seguro repletos de vampiros.A partir daquela noite, Ângela e Baltazar se tornam amigos, e ela passa a ser uma caçadora de vampiros. Cinco anos depois, quando Ângela recebe a ordem de voltar a Amsterdã para se encontrar com o lendário vampiro, a verdadeira ameaça começa: na busca pela verdade, ela vai enfrentar Dário e Lilith, vampiros que querem matá-la para dominar o mundo e destruir o Grande Vampiro.Nessa aventura pela noite, Ângela descobrirá toda a verdade sobre o primeiro vampiro da terra, passando por batalhas entre vampiros e deuses. SKOOB
A história começa com Ângela explicando em uma carta, quando sonhou, ou pensou que sonhou com um Vampiro, que conta sua história à ela, quando começou, onde e por quê, o que a deixou curiosa para saber um pouco mais disso, então ela resolve ir para Amsterdã, onde o suposto vampiro mora. Chegando lá ela acaba sendo surpreendida com um ataque de um vampiro, mas outro vampiro chamado Baltazar a salva, e, vendo o que ela foi fazer lá, explica um pouco mais sobre eles, e a leva para um treinamento, para ser uma caçadoras de Vampiros, pois nem todos eram do bem.

O livro no geral é bom, tem uma ótima escrita, e o que faltou de emoção no Antony: Sede de Sangue, nesse teve, talvez por ser narrado em 1ª pessoa, além de ter uma narração que flui sem nenhum problema e um enredo que é maravilhoso.

[RESENHA: Antony - Sede de Sangue]

A capa do livro não é muito chamativa nem a lombada, não é toda desenhada, com detalhes que digam um pouco mais do livro, mas a Chiado sempre capricha nos livros, digo, na parte de conforto para seus leitores.

Agora, falando um pouco mais sobre a parte da criação de como originou o primeiro vampiro, é surpreendente, pois o autor realmente não usou a mesma história de sempre. Isso vem acontecendo com vários autores, de criar suas próprias origens ‘vampirescas’, o que faz com que nós consigamos ter uma visão mais ampla desse assunto.

Então foi isso pessoal, espero que tenham gostado, não se esqueça de nos seguir nas redes sociais para saber das noticias do Blog, tchau.


Laurinha Carvalho É uma estudante que em seu tempo livre ajuda seu amigo a administrar um blog. Seu maior sonho é... é Laura tem muitos grandes sonhos, todos não irão caber aqui. Facebook

←  Anterior Proxima  → Página inicial